top of page

Sobre

Cantar a Vida é a minha forma de viver #CantarAVida

Sou um cara pacato, família, que gosta de poesia, de escrever textos sobre música e outros assuntos. Amo compor e, particularmente (mas sem me gabar), acho que tenho muita facilidade para isso. Atualmente estou lançando uma música autoral por mês no Spotify, na Deezer etc.

 

Sou estudante de filosofia da escola Nova Acrópole e sou um eterno aluno da vida. Sou apaixonado por Mitos e Símbolos e atualmente tenho feito um estudo profundo dos livros de Joseph Campbell. Adoro estudar Espiritismo de Allan Kardec e o Evangelho de Jesus. 

 

Apesar de ser multi-instrumentista, cantor e compositor, sou também estudante de violão erudito, de piano e canto.

 

Durante o tempo livre, isto é, quando não tenho shows, gosto de passear com meu cachorro, o Luke Skywalker, um Border Collie extremamente dócil que ama as crianças do condomínio que moro. Amo ler livros, ouvir música e ficar no Estúdio Curió criando arranjos. Sou também aficionado em cafés e, pelo menos uma vez na semana, vou a algum curtir um bom café, com bolo de cenoura e um bom livro.

 

Toda manhã faço uma leitura especial no meu instagram do Livro Espírita "Vida Feliz" de Joanna de Ângelis e Divaldo Franco, para trazer uma mensagem de paz e harmonia logo cedo. Posto fotos ou vídeos do Luke também.

Um fato curioso é que, mesmo sendo músico da área do samba, não bebo (exceto em ocasiões e brindes especiais)! Os músicos do ramo acham isso estranho e dou risada sobre o assunto toda vez que alguém se espanta.

História

Comecei a aprender violão aos 12 anos de idade e, devido à grande facilidade com a música, acabei aprendendo outros instrumentos sozinho, tanto observando ou com algumas dicas do meu avô paterno Zé Alemão, principalmente, que também era músico.

Minha primeira aula de violão foi com a minha mãe. Mas eu ficava importunando ela a cada 5 minutos pedindo mais lições, então em breve tempo ela conseguiu um professor para me dar aulas.

Na minha família, o único profissional da música foi meu avô materno, que era mestre de banda do exército, tinha um ouvido maravilhoso e diz minha mãe que ele não pegava em um instrumento sequer para fazer as partituras de todos os instrumentos da banda.

 

Já meu avô paterno era originário da Áustria e tocava violino, gaita cromática, bandolim e teclado. Este avô foi uma grande referência musical, junto com minha mãe e meu tio por parte de pai. Nas festas de família sempre havia música instrumental europeia. Até hoje lembro de algumas melodias e às vezes me pego cantarolando alguma.

Com o tempo passei a tocar com os amigos na igreja e isso foi maravilhoso para treinar o ouvido.

 

Contudo, aos 16 anos, tive que parar de tocar na banda, pois comecei a fazer um curso técnico no SENAI e não havia tempo hábil. Nessa fase já começava a me preparar para o vestibular e acabei optando por Engenharia. Aos 19 anos passei na FUVEST e iniciei na Engenharia Elétrica na cidade de São Carlos/SP. Formei em 6 anos, em 2012. Durante todo esse tempo, sempre toquei violão e cantei. Eram muitas rodas de violão, luais, e também música em barzinhos de São Carlos. Foi em São Carlos que começou a jornada musical mais profissional com música ao vivo em vários locais da cidade.

Ao terminar a gradução, voltei para Juiz de Fora e montei o projeto "Engenharia Samba e Cia" com o grande amigo Rafael Soares. Eu tocando violão, gaita e cantando, enquanto que o Rafael tocava cajon e fazia segunda voz. O projeto cresceu bastante e tocamos por cerca de 2 anos em muitos bares e festas da cidade. Mas, infelizmente, o Rafael teve que se mudar para Goiânia/GO para trabalhar em seu ramo na Engenharia. Nesse interim eu estava trabalhando como engenheiro em Juiz de Fora, Barra do Piraí e Conselheiro Lafayete.

Com a mudança de cidade, iniciei um projeto novo com o amigo de infância e músico David Nascimento. Criamos o Samba2 (@samba2oficial). O projeto começou com dois integrantes e hoje conta com cerca de 6 integrantes que revezam os shows entre si de acordo com a disponibilidade. Eu sou o líder da banda e me apresento em todos os eventos.

Em 2020, com o advento da pandemia, com os trabalhos em Homeoffice, e devido a alguns problemas familiares mais graves, optei por sair da empresa que trabalhava e iniciar um projeto musical e um homestudio. O Estúdio Curió já havia sido criado em 2019, mas os trabalhos se intensificaram de verdade, em 2020/2021. Esse período foi muito importante para me planejar e restabelecer pessoal, psicológica e financeiramente. Foi necessário um ótimo planejamento financeiro, uma mudança no padrão de vida e muita coragem para fazer a troca de carreira, assim como um estudo muito profundo do mercado da música na atualidade.

Hoje, após vários cursos e livros de criatividade, música, marketing digital, carreira artística e produção musical, estou apto tanto a trabalhar como produtor, quanto como musicista. Tenho mais de 40 composições ainda não gravadas e estou cheio de ideias para o futuro. Busco não apenas um futuro melhor pra mim, mas também um futuro melhor para a humanidade e a música foi o caminho que optei para atingir ambas as metas.

Vamos juntos nessa caminhada?

Parafraseando o filósofo e fundador da Nova Acrópole, Jorge Angel Livraga: "O importante não é saber muitas coisas, mas sim viver algumas". E se pudéssemos viver essas algumas coisas juntos? Não seria mais gostoso?

Equipe de um só, até o momento

Apenas alguns dos clientes que já contrataram

16516727615 (1).webp
image.png
download.jpg
WhatsApp Image 2023-03-14 at 21.49.44.jpg
fabrica-2.png
bottom of page